Links de Acesso

Leitura da sentença dos 17 activistas angolanos na próxima segunda-feira

  • Coque Mukuta

Activistas angolanos em tribunal

Activistas angolanos em tribunal

Ministério Público pede condenação pelos crimes de rebelião, actos preparatórios de um golpe de Estado e de associação de malfeitores

O juiz Januário Domingos José anunciou para a próxima segunda-feira, 28, pelas 10 horas, a leitura da sentença do julgamento dos 17 activistas acusados de crimes de rebelião, actos preparatórios de um golpe de Estado e de associação de malfeitores.

Hoje, o Ministério Público pediu a condenação dos activistas por aqueles crimes, mas defendeu a absolvição pelo crime de atentado e ilibou Nito Alves do crime de mudança ilegal de nome.

De acordo com uma fonte da equipa de defesa, pelos primeiros crimes de rebelião e golpe de Estado, se forem condenados, os activistas podem apanhar até três anos de cadeia, enquanto pelo de associação de malfeitores a pena é de dois a oito anos.

Já a defesa pediu a absolvição dos 17 réus.

Gertrudez Piedade Raul Dala, irmã do activista Nuno Álvaro Dala, reagiu ao pedido da acusação, dizendo que “é um absurdo e penso que deviam ser soltos”.

Dala afirma que o seu irmão completou hoje 11 dias em greve de fome e “continua débil”.

Nuno Álvaro Dala foi enviado à prisão depois de não ter comparecido ao julgamento há duas semanas, facto considerado pelo juiz de desobediência ao tribunal.

XS
SM
MD
LG