Links de Acesso

Seitas religiosas acusadas de estimular o abandono escolar no Namibe

  • Armando Chicoca

Dom Dionísio Hisilenapo, Bispo do Namibe,

Dom Dionísio Hisilenapo, Bispo do Namibe,

Autoridades católicas acusam o Governo de nada fazer.

A situação está a ganhar contornos alarmantes e o pior de tudo é que os profissionais dos órgãos de comunicação social públicos estão proibidos de veicular qualquer informação sobre esta matéria.

As vítimas continuam a ser raparigas dos 14 aos 19 anos de idade e nos últimos dias um grupo de jovens, também chamados evangelizadores escolares afectos às respectivas seitas religiosas cuja nomenclatura continua ainda desconhecida incitam os alunos a abandonar as aulas a fim de segui-los na famosa evangelização, alegando que Jesus Cristo, enquanto esteve na terra não frequentou nenhuma escola.

As escolas afectas à Igreja Católica no Namibe foram igualmente atingidas pela febre dos desmaios e consequentemente os alunos foram incitados pelos supostos evangelizadores a abandonar as aulas, causando mal-estar no seio da comunidade cristã, que em função disso acusa o Governo de ficar impávido e sereno.

O Bispo do Namibe Dom Dionísio Hisilenapo também inconformado com o cenário, na celebração litúrgica na Sé Catedral, disse que os fantasmas tomaram conta do Namibe e as famílias cristãs devem despertar o mais rápido possível.

Outra preocupação do prelado tem a ver com o facto de as raparigas desmaiadas ou em situação de amnésia terem sido levadas para algumas casas por onde passam noites com os chamados evangelizadores, sob pretexto de rezas para as salvar.

O Bispo do Namibe questiona: "aonde é que andam aqueles cuja missão é informar os outros, será que não estão a ver este caso tão perigoso para o futuro do país? Os professores abdicaram-se das suas responsabilidades e só sabem pedir dinheiro, não olham para a vida dos alunos neste caso?", pergunta.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG