Links de Acesso

UNICEF preocupado com abuso sexual de menores são-tomenses

  • Óscar Medeiros

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) diz que está preocupado com o aumento dos casos de abuso sexual de menores em São Tome e Príncipe.

Neste 1 de Junho, Dia Mundial da Criança, o escritório do Unicef no arquipélago apela a maior protecção dos mais novos.

Um relatório recente indica que 70 por cento das crianças de São Tomé e Príncipe são pobres, o que os especialistas apontam como factor que contribui para o abuso.

Por outro lado, há cada vez mais casos de casamentos prematuros. Os pais são criticados pelos activistas por entregar as filhas a homens mais velhos.

O representante interino do UNICEF no país, Luís Bomfim, disse que que a asua agência está também procupada com o crescente número de crianças forçadas a trabalhar.

Mas, disse Bomfim, há aspectos positivos, nomeadamente na saúde e educação.

UNICEF considera também que há aspectos positivos no que toca aos direitos das crianças em São Tomé e Príncipe sobre tudo nas áreas da educação e da saúde.

"Cerca de 95 por cento de crianças menos de um ano estão vacinadas; e a taxa de ingresso no ensino primário é de 92 por centro," disse Bomfim.

São Tomé e Príncipe tem, segundo o seu Instituto Nacional de Estatística, 176 mil habitantes.

XS
SM
MD
LG