Links de Acesso

Oposição são-tomense queixa-se de irregularidades no recenseamento eleitoral

  • Óscar Medeiros

Aurélio Martins, líder da oposição, ataca

MLSTP-PSD diz que falhar podem comprometer a credibilidade das eleições

O MLSTP-PSD alega que o processo de recenseamento eleitoral em curso em São Tome e Príncipe está viciado.

Em conferência de imprensa, o líder do maior partido da oposição são-tomense afirmou que o novo sistema de registo eleitoral adquirido no quadro da cooperação com Timor Leste tem aceitado várias inscrições com a mesma impressão digital.

Aurélio Martins pede uma peritagem internacional para avaliar a fiabilidade do sistema.

O presidente do MLSTP-PSD diz que a situação é preocupante e pode comprometer a credibilidade dos próximos processos eleitorais no país.

Martins afirma que ele próprio fez dois cartões de eleitores com nomes diferentes.

A denúncia do MLSTP-PSD acontece pouco mais de 24 horas do arranque do novo recenseamento eleitoral de raiz em São Tomé e Príncipe com vista às eleições autárquicas de Outubro deste ano e legislativas agendadas para 2018.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG