Links de Acesso

São Tomé e Príncipe: Mais de 100 mil eleitores procuram novo Presidente

  • Óscar Medeiros

Eleiçoes Sao Tome

Eleiçoes Sao Tome

Localidade de Maria Luísa boicota por falta de energia.

Hoje foi domingo de votação no arquipélago de São Tomé e Príncipe. Pelo menos 110 mil eleitores participaram no processo.

Na maioria das mesas de votação, incluindo na diáspora, a votação começou as sete horas da manha, conforme estipulado pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

No primeiro período, foi registada pouca afluência às urnas, mas a tarde muitas assembleias de voto tinham filas.

Ambrósio Quaresma, porta-voz da CNE, disse que houve um boicote na localidade de Maria Luísa, no distrito de Lembá, na Ilha de São Tomé.

A população da comunidade com 71 eleitores impediu o acto eleitoral em protesto contra a falta de energia elétrica, disse Quaresma.

Dos cinco candidatos, Hélder Barros, não fez campanha eleitoral e esteve fora do país até o dia do voto.

O actual Presidente da República, Manuel Pinto da Costa, que procura o segundo mandato, criticou o “banho”, fenómeno da compra de consciência dos eleitores.

“O banho leva as pessoas a pensarem que só com ele é que irão votar. Isso é muito triste e nós temos que encontrar formas de resolver essa questão o mais rapidamente possível”, disse.

Evaristo Carvalho, apoiado pelo candidato no poder, pediu aos jovens para que “ocorram às urnas, cumprir o seu direito de votar”.

E a candidata Maria das Neves, do maior partido da oposição, MLSPT- PSD, apela a CNE para estar atenta às fraudes, para que os resultados reflictam a vontade dos eleitores.

“Espero bem que as pessoas possam votar em consciência e que não haja fraude,” repetiu.

Analistas dizem que o candidato Manuel do Rosário, sem apoio partidário, tem poucas possibilidades de vencer as eleições

Segundo Quaresma, os resultados provisórias deverão ser publicados a partir das 23 horas locais.

XS
SM
MD
LG