Links de Acesso

São Tomé - Polícia promete mão dura para manifestantes

  • Óscar Medeiros

Polícia Nacional de São Tomé e Príncipe promete mão dura para manifestantes que perturbarem a ordem pública

Três dias depois dos acontecimentos de Diogo Vaz, o Comando Geral da Polícia de São Tomé e Príncipe veio ao público justificar a brutal intervenção das forças de intervenção rápida sobre os moradores que ergueram barricadas na via pública para protestar contra a falta de água e energia eléctrica.


Durante mais de 72 horas a polícia manteve sob a sua custódia quatro dos vinte manifestantes detidos durante o protesto.

O porta-voz do Comando Geral da Polícia Nacional, o intendente Alberto Miguel avisou que doravante a polícia irá atuar com tolerância zero sobre qualquer acção de manifestação que perturbar a ordem pública no país
XS
SM
MD
LG