Links de Acesso

São Tomé: ADI acusa governo de censura

  • Óscar Medeiros

Novo primeiro ministro promete nomear nova direcção apra a televisão estatal

A Acção Democrática Independente, ADI, acusou o governo de São Tomé e Príncipe de instituir a censura proibindo alegadamente os órgãos de informação estatais de cobrirem eventos deste partido.




A acusação surge numa altura em que o novo governo está a estudar o seu programa do governo e o orçamento para o próximo ano.

A ADI é a maior força política no parlamento e perdeu o poder depois de uma moção de censura aprovada pelos partidos da oposição que agora foram o governo.
A ADI tem-se recusado a reconhecer o novo governo que considera de ilegal e insiste na realização de novas eleições.

O Secretário-geral do partido, Levy Nazaré disse que este possui “informações e consegue vêr indícios fortes e bastantes que o novo governo ilegal e inconstitucional quer censurar o partido ADI nos órgãos estatais da comunicação social”.

“Por isso pedimos á população em geral para estar vigilante e atente com as manobras da ditadura de que nos acusaram infundadamente,” acrescentou Levy Nazaré .

O novo primeiro-ministro visitou Quarta-feira o a sede da televisão estatal e disse que o governo vai nomear uma nova direcção em breve.
XS
SM
MD
LG