Links de Acesso

Governo de Sáo Tomé e Príncipe quer clarificar desaparecimento de arroz

  • Óscar Medeiros

Japão exige que São Tomé e Príncipe esclareça o desaparecimento de mais de mil toneladas de arroz no âmbito do acordo de ajuda alimentar entre os dois países.

O ministro da Economia e Cooperação Internacional de São Tomé e Príncipe deverá formalizar dentro de dias uma queixa-crime junto do Ministério Público sobre o desaparecimento de mais de mil toneladas de arroz da ajuda alimentar do Japão durante o ano de 2013 durante o governo de Gabriel Costa e outras irregularidades constatadas nos carregamentos de 2007 e 2008.

Este expediente estava previsto para hoje, mas foi adiado devido à apresentação do programa do XVI governo no Parlamento.

Trata-se de uma exigência do governo japonês. O Estado são-tomense deve esclarecer o desaparecimento de mais de mil toneladas de arroz referente ao carregamento do ano passado, no âmbito do acordo de ajuda alimentar entre os dois países.

Para já, o Governo nipónico decidiu diminuir em 30% por cento a ajuda alimentar concedida a São Tomé e Príncipe, a partir de 2015, aguardando igualmente o esclarecimento de uma outra situação de irregularidade verificada nos carregamentos de 2007 e 2008, em que cerca de 1,5 milhões de euros não foram depositados no fundo de contrapartida. Dai a decisão do Governo, através do ministro da Economia e Cooperação Internacional, Agostinho Fernandes em formalizar queixa destas duas situações junto ao Ministério Público.

Para além deste expediente do Governo são-tomense, o Japão financiou uma auditoria externa para o esclarecimento cabal das alegadas irregularidades.

Esta auditoria deverá ficar concluída no mais tardar até Abril de 2015, altura em que está prevista a reunião do conselho consultivo entre as autoridades dos dois países.

XS
SM
MD
LG