Links de Acesso

São Tomé e Príncipe pede reforço da ajuda financeira

  • Óscar Medeiros

 Palácio Presidencial

Palácio Presidencial

Patrice Trovoada reúne-se com parceiros internacionais em Londres.

O Governo de São Tomé e Príncipe reuniu-se esta quinta-feira na mesa redonda de Londres com os parceiros de cooperação internacional e pediu o reforço da ajuda financeira ao país.

Ao se dirigir aos representantes dos diversos países e instituições financeiras com as quais São Tomé e Príncipe coopera há mais de 40 anos, o primeiro-ministro Patrice trovoada apresentou a agenda de desenvolvimento do arquipélago pós-2015.

Ele defendeu que o paradigma do desenvolvimento deve ser substancialmente alterado para que São Tomé e Príncipe possa passar de consumidor e uma parcela da riqueza dos outros para criador da sua própria riqueza.

Para que isto aconteça, o primeiro-ministro fez saber que o seu Governo não precisa de muito, apenas, o essencial para descolar a economia do arquipélago.

O governante apresentou o pacote das reformas e a carteira de projectos que pretende implementar para dar outro rumo a economia do seu país, no quadro de uma visão geoestratégica que passa sobretudo pela captação do investimento privado estrageiro.

Perante uma plateia repleta de representantes de vários países e instituições de apoio ao desenvolvimento. Trovoado mostrou as fragilidades sociais, económicas e políticas do seu país e explicou os motivos da organização desta conferência internacional de investidores e de parceiros públicos de desenvolvimento na capital britânica.

O Governo de São Tomé e Príncipe aguarda agora a reacção da comunidade internacional e de investidores privados estrangeiros face ao que apresentou em Londres no que toca à situação da pobreza no seu país e as oportunidades de investimento que o arquipélago oferece.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG