Links de Acesso

São Tomé e Príncipe: Candidatos criticam Governo no dia das eleições

  • Redacção VOA

Votação em São Tomé e Príncipe

Votação em São Tomé e Príncipe

O candidato presidencial à sua própria sucessão, Manuel Pinto da Costa, e a antiga primeira-ministra, Maria das Neves, também candidata na eleição para a Chefia do Estado de São Tomé e Príncipe realizada neste domingo, 17, criticaram “inaugurações” feitas pelo Governo no sábado, ou seja nas vésperas do acto eleitoral.

“Assistimos inclusivamente a acções levadas a cabo pelo próprio Governo: inaugurações inclusivamente feitas ontem, no sábado", disse Pinto da Costa antes de votar, classificando o acto de um "flagrante desrespeito" pela lei.

Maria das Neves, antiga primeira-ministra, também apontou o dedo ao Governo que, segundo ela, fez “apelo ao voto” no candidato Evaristo Carvalho, apoiado pelo partido no poder, Acção Democrática Independente (ADI).

“Ontem foi um dia de reflexão em que ninguém devia inaugurar obras. Não deviam acontecer coisas dessas. Julgo que a própria comissão eleitoral deveria estar atenta a toda esta situação", apontou Neves em referência às inaugurações de um fontanário, um balneário público e entrega de casas sociais e de electricidade em duas localidades.

Manuel Pinto da Costa também apontou o dedo à imprensa nacional que ele considerou de favorecer o candidato do ADI.

"A imprensa nacional foi de uma parcialidade criticável em toda esta campanha" que “dava prioridade ao candidato apoiado pelo partido do Governo”.

Por sua vez, Evaristo Carvalho considerou que a campanha foi “uma caminhada cansada mais satisfatória com muito calor humano e muito encorajamento”.

Antes de votar, o primeiro-ministro Patrice Trovoada apelou ao voto e disse temer que uma elevada abstenção possibilite uma "leitura ingrata" dos resultados finais.

Manuel Pinto da Costa, Evaristo Carvalho, Maria das Neves, Manuel do Rosário e Hélder Barros foram os candidatos.

Os resultados deverão ser anunciados nesta segunda-feira, 18.

XS
SM
MD
LG