Links de Acesso

São Tomé: Corrupção afasta mais um ministro

  • Óscar Medeiros

É a segunda baixa no governo chefiado por Gabriel Costa alegadamente por prática de actos de corrupção.

Em São Tomé e Príncipe, o presidente da república exonerou o ministro da saúde e assuntos sociais.
É a segunda baixa no governo chefiado por Gabriel Costa alegadamente por prática de actos de corrupção. Lionel Pontes foi demitido na sequência de um escândalo financeiro no Ministério da Saúde e Assuntos Sociais denunciado pelo partido Acção Democrática Independente no seu site oficial, na noite de passagem de ano.

O maior partido de São Tomé e Príncipe, na oposição, tornou público uma folha de subsídios de chefia da direcção administrativa e financeira do Ministério da Saúde e Assuntos Sociais onde é atribuído ao Ministro da pasta um subsídio mensal de setecentos dólares norte-americanos para além do seu salário. O pior é que na mesma folha de subsídios de chefia a esposa do Ministro Lionel Pontes, uma cidadã sem qualquer vínculo à função pública santomense é contemplada com a quantia de quinhentos dólares.

O irmão do Ministro da Saúde e Assuntos Sociais com residência fixa em Angola a mais de uma década também recebe outros quinhentos dólares. Perante a prática deste alegado ato de corrupção, o Presidente da República Manuel Pinto Da Costa sob a proposta do Primeiro-Ministro Gabriel Costa decidiu pela exoneração do Ministro da Saúde e Assuntos Sociais.

De acordo com um outro despacho de Gabinete do Primeiro-Ministro são tomeense enquanto durar o processo de nomeação do novo ministro as funções de Ministro de Saúde e Assuntos Sociais serão exercidas pelo Primeiro-Ministro e Chefe do Governo, Gabriel Costa. O MDFM/PL, partido da coligação governamental detentor da pasta de Saúde e Assuntos Sociais reuniu entretanto esta sexta-feira a sua comissão política para analisar a exoneração do Ministro Lionel Pontes e a nomeação do novo titular da pasta.
XS
SM
MD
LG