Links de Acesso

São Tomé: Conselho de Defesa em sessão de emergência

  • Redacção VOA

 Palácio Presidencial São Tomé e Príncipe

Palácio Presidencial São Tomé e Príncipe

Chefe de estado maior poderá ser demitido por participar em espancamento de alegado deliquente civil

O Conselho Superior de Defesa Nacional são-tomense vai reunir-se na Segunda-feira para decidir o futuro do Chefe de Estado-Maior das Forças Armadas, devido ao seu alegado envolvimento no espancamento de um delinquente.

A reunião foi anunciada pela presidência mas não deu outros pormenores.

O actual chefe de estado maior das forças armadas, Justino Lima, está envolvido num escândalo com outros oficiais do exército de brutalidade contra um civil.

Imagens colocadas nas redes sociais mostram Lima, nomeado para o cargo há apenas 11 meses, e outros oficiais a espancarem um conhecido delinquente na parada do quartel general.

O homem que foi espancado tinha alegadamente roubado dinheiro e uma pistola de um sargento.

O caso aconteceu em Setembro do ano passado mas só agora foi colocado nas redes sociais.

O primeiro ministro Patrice Trovoada pediu ao Presidente da Republica para convocar uma reunião de emergência do Conselho Superior de Defesa para discutir o caso

XS
SM
MD
LG