Links de Acesso

Samakuva reeleito presidente da UNITA


Kachiungo (esq.) e Samakuva (centro), durante o seu único debate, realizado em Luanda para o programa da Voz da América, Angola Fala Só

Kachiungo (esq.) e Samakuva (centro), durante o seu único debate, realizado em Luanda para o programa da Voz da América, Angola Fala Só

José Pedro Kachiungo derrotado numa eleição que poucos consideravam ao seu alcance

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva foi reeleito na chefia dao seu partido político.

Samakuva obteve 85,6% dos votos, contra 11% para o seu rival, José Pedro Kachiungo.

A eleição realizou-se no final do XI Congresso da UNITA, que teminou sexta-feira à noite, em Viana, nos arredores de Luanda.

A proclamação dos resultados foi feita pelo presidente da comissão eleitoral, Alcides Sakala, peramnte os mais de mil delegados presentes no congresso da UNITA, que aplaudiram efusivamente.

Os resultados revelam que dos 1143 inscritos votaram 1013 delegados. Isaías Samakuva conseguiu 868 votos contra apenas 112 de José Pedro Kachiungo.

Kachiungo apresentou-se como adversário de Samakuva, após figuras históricas do partido, como Abel Chivukuvuku e Paulo Lukamba Gato - ligadas ao chamado Grupo de Reflexão - terem decidido não avançar.

O Grupo de Reflexão acusava Samakuva de tentar manter-se na liderança da UNITA através da evasão ás exigências estatutárias. Após a instauração de um processo disciplinar, entretanto arquivado, todos os contestatários suspenderam as críticas ao líder. Gato apoiou-o e Chivukuvuku manteve-se silencioso.

No único debate entre os dois, realizado pelo programa Angola Fala Só da Voz da América, Samakuva apresentou-se como o "mais velho experiente" referindo-se a Kachiungo como "o meu mais novo". Este disse que, aos 47 anos, o tempo está do seu lado, mas criticou a liderança anterior, afirmando que a UNITA "falhou o golo com baliza aberta".

Pode escutar de novo o debate, clicando AQUI.

XS
SM
MD
LG