Links de Acesso

Samakuva culpa crise na incompetência do governo


Isaías Samakuva em Malanje

Isaías Samakuva em Malanje

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva, atribuiu a culpa da actual crise financeira de Angola à “incompetência” e “falta de liderança” do governo.

Samakuva, que falava em Malanje onde esteve no âmbito de um périplo pelas províncias do Kwanza-Norte, Lunda-Norte, Malanje, Kwanza-Sul, Bié e Huambo, disse que a queda do preço do petróleo veio apenas justificar o uso indevido do dinheiro público.

“Não sei se o que existe é crise financeira ou o que existe é crise de liderança,” disse o líder da UNITA, para quem “o que temos aqui no nosso país é exactamente o problema da incompetência e da falta de vontade política dos dirigentes resolverem os problemas dos cidadãos, os problemas do povo” ,acrescentando que “aproveitaram-se agora da baixa do preço do petróleo para dizer que temos uma crise económica”.

"O que nós vimos é o desvio do erário público durante muitos anos para interesses pessoais, para interesses individuais”, disse o dirigente da UNITA referindo ainda que o caso do banco BESA de que “ninguém fala” em Angola apesar de ser grande notícia em Portugal “é um exemplo apenas de má gestão do erário público”.

Samakuva disse que em visitas ao Cuango, Cafunfo e Xá-Muteba tinham ficado claras as dificuldades com que os angolanos vivem.

“Todos se queixaram da falta de escolas, há muitas crianças ainda fora do sistema de ensino, outros queixaram-se da intimidação e da falta de segurança nas áreas onde eles habitam, outros ainda referiram-se às dificuldades que têm no que diz respeito a tratamentos médicos”, constatou.

Durante a sua estadia em Malanje o líder da UNITA foi recebido pelo governador da província, Norberto Fernandes dos Santos.

XS
SM
MD
LG