Links de Acesso

"Saí do armário há muito tempo", Nástio Mosquito


Nástio Mosquito

Nástio Mosquito

"Foi um grande choque quando me apercebi que chocava as pessoas"

A edição de Artes e Entretenimento da Voz da América. Nesta 1ª sexta-feira de Maio deixamo-nos contagiar pelo perfomer, músico, escritor, fotógrafo e quantas outras qualidades couberem no seu portfólio, Nástio Mosquito, que tem dividido com o mundo as suas perspectivas.

"Se Eu Fosse Angolano" (S.E.F.A) é o seu álbum de estreia e foi o arranque da nossa conversa:
Os trabalhos de Nástio são um convite à reflexão, mas ele garante que não é ditador, não tem como objectivo impor a sua visão.

O artista multimédia trabalha a várias dimensões. Em parceria com Vic Pereiró produz o scatch Curto & Grosso:


Sobre a sua forma de estar e expressar-se, o à vontade na linguagem, o artista diz que foi para si um "grande choque" quando se apercebeu que as pessoas ficavam chocadas com a sua linguagem: "Fui alertado a ter cuidado, mas estou tranquilo, sei o que faço e qual a minha motivação, que não é chocar ninguém".
XS
SM
MD
LG