Links de Acesso

Uma equipa de inspectores que investigava alegados ataques com gás cloro na Síria foi atacada, mas a organização que está a supervisionar a missão já informou que eles estão "bem e a salvo".

A Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) disse esta Terça-feira, 27, que uma comitiva de inspectores seus e membros das Nações Unidas foram atacados quando se deslocavam ao lugar dos alegados ataques, mas que estão a salvo na sua base, não tendo acrescentado mais detalhes sobre onde aconteceu e quem foi o responsável pelo ataque.

O ministro dos negócios estrangeiros disse que seis membros da equipa de investigadores e cinco motoristas sírios foram raptados por "terroristas" na província de Hama. O Governo sírio usou o termo terrorista para se referir aos rebeldes.

A OPAQ já solicitou a todos os partidos sírios que garantam a segurança aos seus inpectores , para que eles possam continuar o seu trabalho.

A missão conjunta OPAQ-ONU tem trabalhado desde o ano passado para supervisionar a remoção do stock de armas químicas declarado pela Síria.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG