Links de Acesso

Terminou Convençao Republicana. Romney diz que vai refazer " a promessa da América"

Com as sondagens a indicarem um virtual empate entre o Presidente Barack Obama e o Republicano Mitt Romney este lançou um apelo aos eleitores independentes para deixarem para traz “as desilusões dos últimos quatros anos”.



Romney falava no ultimo dia da Convenção Republicana em que disse que se for eleito em Novembro irá restaurar “ a promessa da América”

O discurso de Romney tinha como objectivo não só criticar a administração Obama mas também apresentar uma visão mais afável do candidato republicano que tem falhado em desmantelar a imagem de ser um multimilionário desconectado da vida real do dia a dia dos americanos e incapaz de ter uma conexão emocional com o eleitorado

Romney teve assim a oportunidade de falar da sua história pessoal, da sua família, da sua religião e tentando também atraír os votos dos independentes que nas eleições anteriores votaram em esmagadora maioria por Barack Obama. Assim lembrou o entusiasmo da eleição por Obama e o que disse ser a desilusão que se sente agora.

´”A América tem sido paciente,” disse Romney para quem “os Americanos têm apoiado este presidente com boa-fé”.

“Mas hoje chegou a altura de virar a página. Hoje chegou a altura de deixar para traz as desilusões dos últimos quatro anos,” acrescentou

Romney concluiu o seu discurso com apelo emocional para a construção de um futuro melhor num final que fez levantar os delegados á convenção.

“O Futuro está à nossa espera e os nossos filhos merecem-no. A nossa nação depende dele. A paz e a liberdade do mundo exigem-no e com a vossa ajuda vamos consegui-lo. Comecemos hoje o futuro na América, “ disse Romney.

Antes de Romney falar discursou perante os delegados a estrela ascendente do Partido republicano o Senador Marc Rubio, filho de imigrantes cubanos e que é visto por muitos como um futuro candidato á presidência.

“O nosso problema com Barack Obama não é que ele seja uma má pessoa, “ disse Rubio para quem “todos sabem” que o presidente “é um bom marido, um bom pai e, graças a muito treino, um bom jogador de golfe”.
“O nosso problema não é que Barack Obama seja uma pessoa má. O nosso problema é que ele é um mau presidente, “acrescentou

Se se acreditar na história é provável que nos próximos dias haja uma subida na popularidade de Romney, como é tradicional depois de uma convenção. Mas isso será anulado pela convenção do partido democrático na próxima semana.

Mark Shields um analista na estação de televisão PBS disse que a corrida á Casa Branca vai permanecer renhida.

“O facto de Mitt Romney, um candidato imperfeito que não se envolve emocionalmente com o eleitorado, estar empatado com o presidente de quem o publico gosta muito mais e que é visto como alguém que se preocupa muito mais pelas pessoas, é um indício que a insatisfação é muito grande e um factor muito persuasivo”

Outros analistas apontem que pelo contrário isto demonstra um problema para Romney pois apesar do alto nível de desemprego e das sondagens indicarem que o eleitorado o considera mais competente em questões económicas, o candidato republicano não tem conseguido ultrapassar Obama nas sondagens.

Os democratas vão ter a oportunidade de apresentar o seu lado da questão a partir de terça feira em Charlotte na Carolina do norte

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG