Links de Acesso

Robert Mugabe liberta 2 mil presos para reduzir sobrelotação


O Presidente do Zimbabué Robert Mugabe ordenou a libertação de duas mil pessoas, na sua maioria mulheres e jovens, para diminuir a sobrelotação nas prisões do país, onde mais de 100 pessoas morreram de fome e doenças em 2013.

Entre os prisioneiros que serão libertados hoje não estão incluídos os detidos que cumprem penas por "assassínio, traição, violação ou qualquer delito sexual", declarou hoje o vice-comissário das prisões do Zimbabué, Agrey Machingauta.

As 42 prisões do Zimbabué têm capacidade para albergar 17 mil presos, número que havia aumentado para 18.980 na sexta-feira, segundo dados oficiais.

O grupo Advogados do Zimbabué pelos Direitos Humanos denunciou, em Dezembro, que as prisões do país converteram-se em "armadilhas mortais" depois de o Governo ter reduzido as rações de comida por falta de fundos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG