Links de Acesso

Rio de Janeiro luta contra a poluição


.

.

Patrick Vaz

A poluição dos rios, lagos e córregos ainda é muito comum no Brasil. Até hoje, boa parte dos esgotos não é tratada e muitos resíduos são liberados sem fiscalização nas águas. Agora, o problema gera impactos na organização das Olimpíadas 2016.

A um ano do início dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, o Governo do Rio de Janeiro ainda tenta despoluir a Baía de Guanabara. O local, contaminado até por fezes humanas, vai receber vários eventos como a natação e a vela.

Na última segunda-feira, o Governo do Rio de Janeiro firmou um acordo com universidades locais e ambientalistas para monitorar a qualidade das águas da Baía e apresentar soluções para a despoluição do local.

Desde quando o Rio de Janeiro venceu a eleição para sediar os Jogos Olímpicos até agora, menos da metade da Baía está despoluída. Conforme o próprio Governo Fluminense, 49% das águas da Baía estariam livres de contaminações.

O Governador do Rio Luiz Antônio Pezão, que recentemente disse que despoluiria 80% da Baía de Guanabara até as Olimpíadas, desta vez se mostrou menos otimista.

"Quero ter o consenso de todo mundo, não só a gente falando. Só vou saber quantos anos vão ser [para despoluir] depois de todos esses investimentos que nós estamos fazendo, quase R$ 3 bilhões. Não vou falar aqui que vãoser 80%, não quero errar de novo", disse o governador.

O Governador Luiz Antônio Pezão ainda descartou que o plano, lançado na última segunda-feira, tenha acontecido depois de uma publicação da agência de notícias norte-americana “The Associated Press” que aponta osníveis críticos na qualidade das águas da Baía de Guanabara. Pezão disse que as conversas com os ambientalistas já existiam desde março.Ainda de acordo com o Governo do Rio de Janeiro, toda a Baía de Guanabara só deve ficar completamente limpa em 2030.

XS
SM
MD
LG