Links de Acesso

Residentes clamam por reforço do policiamento na Huíla

  • Teodoro Albano

Polícia aborta manifestação na Huíla

Polícia aborta manifestação na Huíla

Polícia diz que são necessárias polícias sociais que desencorajam o crime.

Os residentes de muitos bairros dos municípios da província angolana da Huíla clamam por mais policiamento em virtude de um sentimento crescente de insegurança.

Assaltos a mão armada, roubos e até assassinatos são ameaças reais nos subúrbios onde se concentra grande parte da população.

Pedro Sacramento, residente no bairro da Lalula, diz haver "um sentimento de preocupação, um sentimento de insegurança porque temos ouvido falar de assaltos, mas as coisas vão se agravando".

Sacramento revela que pessoas estão "aqui preocupadas mas pensamos que a polícia vai fazer a sua parte e redobrar esforço ver se eliminámos tais acontecimentos”.

Para a Polícia Nacional, o combate ao crime é uma prioridade, mas isto também deve passar pela intervenção de outros agentes do Estado na introdução de políticas sociais que desencorajam o crime.

Numa altura em que se questiona a incapacidade da Polícia Nacional face ao aumento do crime e a insuficiência do número de efectivos, estimado em cerca de cinco mil, para garantir a segurança de pouco mais de dois milhões de habitantes, a corporação alerta que o combate ao crime não deve ser visto apenas no rácio número de "polícias/população".

“O mais importante não é saber qual é rácio entre o número de polícias e o número da população porque nunca chegaríamos a um rácio óptimo. Todos pensam que a responsabilidade de combater ao crime é somente da polícia, mas este é o primeiro erro. Não precisamos destes rácios se as comunidades estiverem organizadas e o serviço policial ser personalizado", assegura o comandante provincial da Polícia Nacional, comissário Arnaldo Carlos

O aumento do crime e do violento em particular foi também uma preocupação do Presidente José Eduardo dos Santos no seu discurso sobre o estado da Nação na segunda-feira,17, na abertura do novo parlamentar.

XS
SM
MD
LG