Links de Acesso

República Democrática do Congo: Tshisekedi pede resistência pacifica contra Kabila


Membo da oposição congolesa exibe um cartão vermelho contra a continuidade do Presidente Joseph Kabila no poder,19 de Dezembro, 2016.

Membo da oposição congolesa exibe um cartão vermelho contra a continuidade do Presidente Joseph Kabila no poder,19 de Dezembro, 2016.

O líder da oposição congolesa Etienne Tshisekedi apelou, hoje, a população para não reconhecer a “autoridade ilegal e ilegítima” do Presidente Joseph Kabila, que terminou o mandato e continua no poder sem ter sido eleito.

Num vídeo publicado no “YouTube”, Tshisekedi pediu a população para “resistir pacificamente” ao que chamou golpe de Estado apoiado pelo Tribunal Constitucional.

Kabila, cujo segundo mandato de cinco anos terminou ontem, dia 19, deverá continuar no poder até as eleições, por decisão do Tribunal Constitucional.

O país deveria ter realizado eleições em Novembro passado, mas as autoridades alegaram a falta de dinheiro para o adiamento.

Grande parte da oposição diz que a decisão faz parte de manobras para manter Kabila no poder.

O partido de Kabila propõe as eleições para Abril de 2018.

Nalgumas partes da capital do Congo, Kinshasa, foram ouvidos apitos a meio noite assinalando a hora de retirada de Kabila do poder. Noutras partes reporta-se que houve disparos.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG