Links de Acesso

Renamo não recebeu convite do governo

  • William Mapote

Afonso Dhlakama, líder da RENAMO (esq) e Filipe Nyusi, Presidente da República de Moçambique quando do seu primeiro encontro

Afonso Dhlakama, líder da RENAMO (esq) e Filipe Nyusi, Presidente da República de Moçambique quando do seu primeiro encontro

A Renamo disse no final da tarde de hoje que ainda não tinha recebido o convite do presidente moçambicano Filipe Nyusi para um novo frente-a-frente com o seu líder, Afonso Dhlakama.

O porta-voz do partido, António Muchanga, disse que caso chegue, o convite será aceite em função do conteúdo da agenda.

Durante um culto dominical na Igreja Universal do Reino de Deus, em Maputo, Filipe Nyusi prometeu formalizar esta segunda-feira um convite a Afonso Dhlakama para discutir a situação política do país.

Mas até o final do horário de expediente, a Renamo ainda não tinha recebido, na sua sede nacional, nenhum ofício da Presidência da República.

Muchanga disse que a Renamo acompanhou de forma natural o anúncio feito pelo Presidente da República, mas critica o facto de ter sido lançado num culto religioso.

Comentando o anúncio do Presidente da República e o rompimento do diálogo político pela Renamo, o antigo secretário executivo da SADC, Tomaz Salomão, disse esperar que tudo seja resolvido no encontro entre as duas lideranças.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG