Links de Acesso

RENAMO desmente ter atacado base do exército

  • Alvaro Ludgero Andrade

António Muchanga

António Muchanga

A RENAMO desmente que as Forças de Segurança e Defesa tenham capturado ontem, 2, três guerrilheiros seus na província de Gaza, após um alegado incidente entre o exército e homens do partido de Afonso Dhlakama. Muchanga reage assim a informações da Rádio Moçambique e do jornal Notícias, ambos públicos, de que guerrilheiros da RENAMO tinham atacado uma base militar em Gaza.

António Muchanga, porta-voz da RENAMO, diz que as Forças de Segurança e Defesa atacaram os guerrilheiros do seu partido com morteiros e bazucas mas que ninguém ficou ferido nem detido.

“Tudo não passa de propaganda do Governo e o comunicado foi forjado no Ministério da Defesa em Maputo e distribuído pelas províncias”, acusa Muchanga que ainda diz que um jornalista da Rádio Moçambique foi colocado lá para simular que houve um ataque. “Entretanto, hoje, a voz do jornalista despareceu quando falava de guerrilheiros presos”, continua o porta-voz da RENAMO.

Para aquele responsável, o Governo está a preparar um ataque aos homens que fazem a segurança do presidente da RENAMO, Afonso Dhlakama, bem como contra os seus guerrilheiros que se encontram em Gaza à espera da desmobilização .

António Muchanga avisa, no entanto, que a RENAMO “vai reagir porque quem tinha a missão de morrer foi apenas Cristo”, apesar de reiterar que Afonso Dhlakama tem pedido aos seus homens para não reagirem “ às provocações da RENAMO”.

XS
SM
MD
LG