Links de Acesso

A Renamo não descartará o diálogo, reafirma a deputada Ivone Soares

  • Amâncio Miguel

Ivone Soares, deputada moçambicana, Renamo

“...apesar de provocações e execuções sumárias de nossos membros”, diz a chefe de bancada parlamentar.

A chefe da bancada parlamentar da Renamo, Ivone Soares, disse hoje à VOA que o seu partido "não descartará o diálogo para a paz em Moçambique", apesar de vários entraves.

Soares, que se encontra nos Estados Unidos em missão de diplomacia parlamentar, disse que a perseguição aos membros do seu partido não irá bloquear a busca da paz.

Ivone Soares, deputada moçambicana
Ivone Soares, deputada moçambicana

​"É com o diálogo que vamos construir o Moçambique que nós queremos (...) apesar de provocações e execuções sumárias de nossos membros", sublinhou Soares, que é igualmente deputada do parlamento pan-africano.

Em finais de 2016, Afonso Dhlakama, líder da Renamo, e Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique, acordaram uma trégua de uma semana, que foi prolongada no início do ano por mais dois meses.

A Renamo vai ao diálogo, entre outros, para defender o pacote de descentralização, governação nas seis províncias onde teve maioria eleitoral em 2014 e garantia do respeito pelos acordos firmados.

A deputada reafirmou a importância de mediadores no diálogo moçambicano.

Apesar da aproximação entre os líderes, "os mediadores sao fundamentais, porque ajudam a encontrar as pontes necessárias para a construção do consenso", disse Soares.

Acompanhe a entrevista na “Agenda Africana”:

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG