Links de Acesso

Renamo condiciona saída de Dhlakama da Gorongosa à assinatura do acordo de cessar-fogo


O presidente da Renamo Afonso Dhlakama não pode sair porque não há cessar-fogo e enquanto o acordo não foi assinado ele continuará nas matas da Gorongosa, disse o seu porta-voz António Muchanga. "Enquanto não houver cessar-fogo qualquer pessoa pode balear o líder da Renamo", adiantou Muchanga, liberto na terça-feiro ao abrigo da lei de amnistia.

As delegações do Governo e da Renamo, em sede do diálogo político, ainda divergem sobre as condições da homologação do documento final. Em causa está o facto de o Governo entender que o mesmo deve ser assinado entre o presidente moçambicano Armando Guebuza e o líder da Renamo enquanto a delegação da Renamo diz ter recebido ordens para o assinar.

O acordo sobre a cessacao das hostilidades foi finalizado a 11 de Agosto.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG