Links de Acesso

Renamo boicota tomada de posse de deputados moçambicanos

  • William Mapote

Afonso Dhlakama, líder da Renamo

Afonso Dhlakama, líder da Renamo

A bancada reservada para os 89 eleitos pela Renamo manteve-se vazia durante toda a cerimónia

Em Moçambique a Renamo, o principal partido da oposição prometeu e cumpriu. Nesta segunda-feira, data marcada para a investidura dos 250 deputados eleitos para a Assembleia da República, apenas os 144 parlamentares eleitos pela Frelimo e os 17 do MDM compareceram na cerimónia.

A bancada reservada para os 89 eleitos pela Renamo manteve-se totalmente vazia durante toda a cerimónia, o que foi censurado por vários sectores, desde políticos até religiosos.

A primeira sessão foi dirigida pelo presidente da República cessante, Armando Guebuza, que cumpre um dos actos mais significantes dos seus últimos dias de governação. A sessão elegeu Verónica Macamo para mais cinco anos de presidência parlamentar. No seu discurso, prometeu lealdade e isenção na sua função.

Na abertura da sessão, foi prestado um minuto de silêncio pelas 69 vítimas de envenenamento alcoólico na região de Chitima, província de Tete.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG