Links de Acesso

Renamo ameaça boicotar o parlamento

  • VOA Português

A Renamo ameaça boicotar a nova Assembleia da República (AR) cuja composição tem por base os resultados das eleições gerais de 15 de Outubro último, que não foram reconhecidas por aquele partido.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) anunciou hoje, 5, que os deputados da AR serão empossados a 12 de Janeiro. Por outro lado, os deputados das 10 assembleias provinciais deverão tomar posse na quarta-feira, 7.

Num breve contacto telefónico estabelecido hoje com a AIM, António Muchanga, porta-voz do líder da Renamo, Afonso Dhlakama, disse que os deputados da Renamo não vão tomar os seus lugares no parlamento, bem como nas Assembleias Provinciais (AP).

'Ninguém vai tomar os seus lugares', disse.

Muchanga explicou que esta decisão foi tomada pela Comissão Política Nacional da Renamo.

Ela surge na sequência da rejeição dos resultados eleitorais que a Renamo considera de fraudulentos.

Contudo, tudo indica que os deputados do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), o segundo maior partido da oposição vão tomar os seus lugares.

Lutero Simango, chefe da bancada parlamentar do MDM no parlamento cessante, disse à AIM ser “a favor da inclusão. Nós nunca nos excluímos a nós mesmos”, garantiu.

Simango referiu, porém, que o MDM está desapontado com o acórdão do Conselho Constitucional. Para aquele político, o CC poderia e deveria ter tomado uma posição diferente.

XS
SM
MD
LG