Links de Acesso

Renamo acusa Governo de movimentar forças militares


Filipe Nyusi, actual Presidente de Moçambique (dir) Afonso Dlhakama, líder da RENAMO (esq)

O chefe da delegação da Renamo na mesa de diálogo Saimone Macuiana acusou hoje, 4, o Governo de concentrar homens do Exército e da Força de Intervenção Rápida (FIR) no centro o país e alertou que "esse comportamento pode trazer consequências graves".

Em conferência de imprensa, Macuiana indicou 11 situações concretas com locais e datas de concentração de centenas de militares nas províncias de Sofala, Inhambane, Manica, Zambézia e Tete.

Além destes casos, o representane da Renamo revelou ter informações de que mais efectivos estão a ser deslocados para Sofala.

XS
SM
MD
LG