Links de Acesso

Renamo acusa Governo de movimentar forças militares


Filipe Nyusi, actual Presidente de Moçambique (dir)
Afonso Dlhakama, líder da RENAMO (esq)

Filipe Nyusi, actual Presidente de Moçambique (dir) Afonso Dlhakama, líder da RENAMO (esq)

O chefe da delegação da Renamo na mesa de diálogo Saimone Macuiana acusou hoje, 4, o Governo de concentrar homens do Exército e da Força de Intervenção Rápida (FIR) no centro o país e alertou que "esse comportamento pode trazer consequências graves".

Em conferência de imprensa, Macuiana indicou 11 situações concretas com locais e datas de concentração de centenas de militares nas províncias de Sofala, Inhambane, Manica, Zambézia e Tete.

Além destes casos, o representane da Renamo revelou ter informações de que mais efectivos estão a ser deslocados para Sofala.

XS
SM
MD
LG