Links de Acesso

Relatório provisório namibiano conclui que queda de avião da LAM foi intencional

  • Redacção VOA

Linhas Aéreas de Moçambique

Linhas Aéreas de Moçambique

Quanto o avião iniciou a descida o comandante encontrava-se sózinho aos comando do aparelho visto que o co-piloto se tinha deslocado ao lavabo.

Um relatório provisório das autoridades namibianas que investigam as causas da queda do voo TM-470 das Linhas Aéreas de Moçambique, em Novembro de 2013, na Namíbia afirma que o despenhamento do aparelho foi intencional.

Segundo o jornal “The Namibian”, o Ministério das Obras e Transportes da Namíbia, responsável pela investigação, divulgou um relatório interino, reafirmando que o comandante, Hermínio dos Santos Fernandes, despenhou intencionalmente a aeronave, provocando a morte de todos os 33 ocupantes.

Assinado pela Direcção de Investigação de Acidentes Aéreos foi divulgado a 1 de Dezembro do ano passado, quando se cumpria um ano sobre o desastre que vitimou 27 passageiros e seis membros da tripulação do avião Embraer-190 da Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), que fazia a ligação Maputo-Luanda.

As caixas negras do avião foram enviadas para os laboratórios da agência americana encarregada da segurança nos transportes e foi com base na sua análise que foi elaborado o relatório provisório.

Os dados contidos nas caixas negras indicam que o avião estava a funcionar normalmente até ao momento em que se despenhou a 29 de Novembro de 2013 no Parque nacional de Bwabwata na Namíbia.

Segundo aqueles dados o avião voava a 38 mil pés de altitude e despenhou-se após uma descida abrupta que durou sete minutos e 17 segundos até bater no solo.

Quanto o avião iniciou a descida o comandante encontrava-se sozinho aos comando do aparelho visto que o co-piloto se tinha deslocado ao lavabo.

Enquanto o avião efectuava a sua descida a caixa negra do cockpit captou alarmes e fortes batidas na porta do cockpit indicando que alguém tentava desesperadamente chegar ao posto de controlo do aparelho.

XS
SM
MD
LG