Links de Acesso

Refugiados angolanos na Namíbia exigem enquadramento social em Angola

  • Coque Mukuta

Angola Luanda

Angola Luanda

A dificuldade maior é a falta de documentos e a equivalência dos diplomas em Angola.

Os mais de sete mil refugiados angolanos vindos da Namíbia em 2012 reclamam pelo enquadramento social em Angola.


O coordenador dos refugiados nas fronteira do Cunene, Namacundi e Santa Clara disse que até ao momento não houve qualquer cumprimento das promessas do executivo em relação à inserção dos mesmos no sistema de ensino, emprego e assistência

Segundo Maonsu Pedro, depois de debatida a integração social, nada mais foi cumprido para a colocação dos mesmos, conforme as promessas do ministro da Assistência e Reinserção Social, João Baptista Kussumua.

Continuamos à espera que o governo angolano, concretamente o Ministério da Reinserção Social possa nos reenquadrar, porque nos encontramos soltos e dispersos”, disse.

Pedro avança ainda que a maior dificuldade que encontram é a falta de documentos e a equivalência dos diplomas em Angola, e pede ao executivo que olhe para as suas dificuldades.

O governo deve perceber que somos angolanos, voltamos para a nossa terra e nos sentimos felizes, mas a nossa felicidade depende muito da segurança social e a nossa segurança social depende dos nossos empregos que não temos”, acrescentou.

A decisão foi tomada entre Angola, Namíbia e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.
XS
SM
MD
LG