Links de Acesso

Refugiados angolanos começam a regressar

  • Manuel José

Refugiados dos países vizinhos na República Democrática do Congo (Arquivo)

Refugiados dos países vizinhos na República Democrática do Congo (Arquivo)

Cerca de 29.000 vão ser repatriados do Congo Democrático, mas outros 20.000 não querem voltar

O processo de repatriamento de milhares de angolanos refugiados da República Democrática do Congo(RDC) iniciou-se hoje, 20, com o previsto regresso de pouco mais de 400 angolanos através da fronteira com a província do Uíge.

De acordo com o representante do Alto Comissariado da ONU em Angola Huns Lunshof, 29 mil refugiados manifestaram o desejo de regressar a Angola mas cerca de 20 mil refugiados angolanos na RDC recusam-se a regressar a Angola.

"Quase 20 mil pessoas irão ficar na Republica Democrática do Congo, o Governo local ofereceu residências para os que resolveram permanecer”, disse Huns Lunshof da Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

Segundo o representante do ACNUR em Angola, outros cidadãos angolanos regressarão tanto pela fronteira com o Moxico, como pela província do Zaire.

XS
SM
MD
LG