Links de Acesso

Rapper Ikonoklasta preso e interrogado pela Judiciária portuguesa


Músicos angolanos Ikonoklasta (à esquerda), DJ Johnny e DJ Mpula (foto de arquivo)

Músicos angolanos Ikonoklasta (à esquerda), DJ Johnny e DJ Mpula (foto de arquivo)

Luaty Beirão, acusado de transportar cocaína num vôo de Luanda para Lisboa, foi interrogado e libertado

Amigos de Ikonoklasta suspeitam de armadilha

Luaty Beirão, cujo nome artístico é Ikonoklasta (ex Brigadeiro Mata-Fracuxz), foi preso na madrugada desta terça-feira, ao chegar de Luanda ao aeroporto internacional de Lisboa, e interrogado pela Polícia Judiciária portuguesa.

De acordo com o seu produtor e amigo, Pedro Coquenão, citado na página web Maka Angola, de Rafael Marques, "as autoridades alfandegárias portuguesas encontraram um pacote de cocaína, no pneu da roda da sua bicicleta, que havia despachado em Luanda, forrada em plástico, para trocar em Lisboa, onde a adquiriu".

Pedro Coquenão disse que ao recolher a roda do tapete rolante, Beirão "notou uma protuberância no pneu e a adulteração do forro de plástico" e foi de imediato abordado por agentes locais que o conduziram para um interrogatório.

Rafael Marques disse à VOA, baseado em contactos com amigos de Ikonoklasta, que o rapper foi inicialmente impedido de embarcar para Lisboa, devido a um problema não especificado, tendo sido posteriormente permitida a sua saída após autorização do comandante do serviço de fronteiras e de a DNIC (Direcção Nacional de Investigação Criminal) ter verificado a sua bagagem.

Marques diz que Luaty questiona porque razão a bagagem, que se limitava à roda de bicicleta, não levantou qualquer suspeita à DNIC em Luanda, e chegou a Lisboa com droga. O activista disse que muitas pessoas da sociedade civil e da oposição ao governo viajam sem babagem de porão, com receio de problemas causados pela introdução de objectos estranhos.

Desconhece-se, neste momento, a situação legal de Luaty Beirão, que tem cidanadia dupla angolana e portuguesa. Contactada pela VOA, a Polícia Judiciária portuguesa confirmou, que o rapper estava, ainda, a ser interrogado às 18h30 de Lisboa. Mas os amigos disseram a Rafael Marques que Luaty foi libertado pouco depois dessa hora.

XS
SM
MD
LG