Links de Acesso

Quatro dos reféns no mercado judaico de Paris morreram no assalto da polícia

  • VOA Português

O homem que hoje, 9, sequestrou várias pessoas num supermercado judaico de Paris foi morto pela polícia, informou fonte das forças de segurança citada pela agência France Presse.

O sequestrador era Amedy Coulabaly, de 32 anos, era próximo dos irmãos Kouachi, que realizaram o atentado contra o Charlie Hebdo na passada quarta-feira, 7.

De acordo com a imprensa francesa quatro dos cinco reféns feitos por Coulabaly morreram duranteo assaltao da polícia. Não se sabe se morreram no tiroteio ou se foram assassinados pelo sequestrador.

A polícia francesa lançou o assalto ao supermercado 'kosher' da Porta de Vincennes, no leste de Paris, minutos depois das 17:00 locais, noticiou a AFP.

Várias explosões foram ouvidas e a polícia entrou na loja. Vários reféns saíram pouco depois do local, segundo jornalistas da agência no local.

De acordo com fonte policial, há suspeitas de que o homem possa ser o mesmo que protagonizou o ataque a Montrouge e o terceiro suspeito de ter atacado o jornal satírico Charlie Hebdo.

XS
SM
MD
LG