Links de Acesso

Protestos, assaltos e espectáculo do Dia D do Rio-2016


Cristo Redentor com a tocha olímpica nas mãos de Isabel Barroso, antigo voleibolista

Cristo Redentor com a tocha olímpica nas mãos de Isabel Barroso, antigo voleibolista

A poucas horas do início da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos, manifestantes contra o Governo do Presidente Michel Meter começam a tocar conta das redondezas do Maracanã, mesmo frente a um “monstruoso” sistema de protecção.

No fim da manhã desta secxta-feira, 5, duas manifestações, uma contra Temer e outra organizada por servidores públicos do Estado do Rio de Janeiro, desviaram o trajecto da tocha olímpica na Copacabana.

Após o atraso, a tocha voltou ao percurso normal e seguiu por outros bairros da Zona Sul e às 15 horas terminou o seu percurso no Aterro do Flamengo.

Rio Maracana

Rio Maracana

Hoje foi anunciada a prisão do pugilista marroquino Hassan Saada, acusado de estrupar duas trabalhadores da Vila Olímpica.

A agressão sexual terá acontecido na quarta-feira, 3, e o atleta não vai participar na prova de boxe que começa amanhã.

Jornalistas têm sido alvo relativamente fácil der bandidos que aproveitam do momento em que os profissionais estão concentrados no trabalho, nomeadamente quando fotografam ou filmam, para roubar equipamentos de valor.

O fotógrafo australiano Brett Costello foi roubado por cúmplices de uma uma mulher que o distraiu quando fêz uma pausa num café. O equipamento roubado tem o valor de 35 mil dólares.

A reporter Filipina Lia Cruz escreveu nas redes sociais que ladrões invadiram o quarto num prédio reservado a jornaistas e roubaram objectos pessoais.

Na praia de Copacabana, uma equipa de jornalistas francesas também tiveram os seus equipamentos roubados.

As histórias não terminam, mas deixo mais uma: os jornalistas do canal italiano RAI David Doplicher e Massimiliano Massera foram abordados por dois bandidos numa moto e no momento em que tentaram fugir, caíram e tiveram de enfrentar o cano de uma arma.

Os agressores levaram a mochila com as credenciais para a cobertura dos Jogos.

E o espectáculo?

Paulinho da Viola vai cantar o Hino Nacional, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Anitta interoretam Ary Barroso, haverá um voo do 14 Bis, o avião criado por Santos Dumont e a super-modeloGisele Bündchen vai desfilar ao som de "Garota de Ipanema", com Paulo Jobim, filho do autor da canção de marca do Brasil, Tom, ao piano, são as grandes atracções da cerimónia.

Três mil milhões de pessoas vão acompanhar o espectáculo e mais 50 mil ao vivo no mítico Estádio Maracanã, que terá como um dos momentos altos a festa nacional feita à base da "gambiarra", como disse Fernando Meireles, conhecido realizador e um dos criadores do espectáculo.

Apesar da crise e da falta de recursos eles dizem que será uma linda noite com a participação de 5.000 voluntários e 200 dançarinos.

A narrativa, que se estende por três horas, conta a história do Brasil, da formação da terra e da chegada dos colonizadores portugueses, passando pelo processo de urbanização até chegar aos tempos actuais.

Será uma cerimónia com mensagens de paz e mudança climática.

Os espectadores vão receber sementes como oferta e os atletas mudas que serão plantadas no parque de Deodoro.

Antes, haverá o desfile das 206 delegações.

O “rei” Pelé revelou há momentos que não vai acender a tocha olímpica por problemas de saúde.

O nome da personalidade que vai acender a “pira” é, por agora, o próximo furo jornalístico. Quem o terá?

XS
SM
MD
LG