Links de Acesso

Programa social beneficia viúvas em Nampula

  • Adina Sualehe

 Nampula

Nampula

Pessoas mais desfavorecidas limpam as suas áreas de residência em troca de 650 meticais.

A delegação do Instituto Nacional de Acção Social (INAS) em Nampula, em parceria com o Conselho Municipal, iniciou esta semana o programa de assistência social produtiva (PASP), que visa apoiar pessoas desfavorecidas.

As viúvas constituem o principal grupo-alvo do programa que, nesta primeira fase, vai ser desenvolvido nos próximos seis meses.

A ideia é pagar as pessoas abrangidas pelo trabalho de saneamento das suas áreas de residência.

As actividades de saneamento serão realizadas quatro dias por semana durante quatro horas.

Fabião Duarte, técnico do INAS, em Nampula, disse ser um projecto que vai ajudar as pessoas desfavorecidas a combater a pobreza.

Em troca da limpeza das suas áreas de residência num raio de acção de até cinco quilómetros, os beneficiados recebem uma compensação de 650 meticais, cerca de 14 dólares, um valor muito baixo, como reconhece Duarte.

Aquele técnico do INAS reconhece que há beneficiários que têm que sustentar de seis a nove filhos, além de netos.

De acordo com Fabião Duarte, o programa foi ensaiado em 2014, mas não teve sucesso por falta de fundos.

Agora, cerca de 2700 pessoas, sobretudo viúvas, candidataram-se ao programa, das quais 1723 foram aceites.

Algumas beneficiárias dizem estar satisfeitas com a iniciativa, uma vez que vai minimizar parte do seu sofrimento.

Elas dizem que, mesmo sendo pouco, irão lutar para sustentar os seus filhos.

Entretanto o sentimento de satisfação não é igual para todas.

Algumas não foram aceites, como é o caso de Victoria Pedro, viúva e mãe de 6 filhos e viúva.

XS
SM
MD
LG