Links de Acesso

Programa de rádio dedicado ao mundo das ondas curtas no Brasil completa 30 anos no ar em novembro

  • Danielle Stescki

Os apresentatores do programa Encontro DX Cassiano Macedo, à esquerda, e José Moura, à direita, nos estúdios da Rádio Aparecida

Os apresentatores do programa Encontro DX Cassiano Macedo, à esquerda, e José Moura, à direita, nos estúdios da Rádio Aparecida

"A gente pretende continuar porque o rádio de ondas curtas tem muito espaço ainda," diz o co-produtor e apresentador do programa "Encontro DX," Cassiano Macedo.

Em primeiro de novembro, Cassiano Macedo e José Moura vão ter a honra de comemorar os 30 anos do Encontro DX, o mais antigo programa de rádio dedicado ao mundo das ondas curtas no Brasil, e do qual são co-produtores e apresentadores.

Macedo calcula que o programa já recebeu quase 3 mil e-mails e cartas. São 1400 emissões transmitidas pela rádio Aparecida, que pode também ser ouvida pela internet no site www.a12.com

Ele já está há 23 anos no programa e conta que a transformação das ondas curtas foi o que mais o marcou, além da digitalização da produção e edição.

A primeira grande mudança aconteceu com o fim da guerra fria. Várias emissoras deixaram de transmitir em ondas curtas e também cancelaram as transmissões em português para o Brasil.

Outra mudança que afetou as transmissões em ondas curtas foi o advento da internet, que baixou enormemente o custo das transmissões.

Algumas das entrevistas que mais marcaram Macedo foram as feitas com o jornalista da Voz da América Luiz Edmundo, além de outros grandes nomes do rádio brasileiro, como Barros de Alencar.

Para quem não percebe a importância das ondas curtas, Macedo explica que "em momentos de crise elas não podem ser bloqueadas." Por isso, ele está entre os que continuam acreditando nesse meio de comunicação.

"A gente tem esperança que o rádio ainda tenha muita força e não acabe mesmo com a digitalização".

Confira a entrevista na íntegra.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG