Links de Acesso

Professores regressam às escolas em São Tomé e Príncipe

  • Óscar Medeiros

Governo e sindicato dos professores chegam a acordo e põem fim a uma semana de greve.

As escolas públicas de São Tomé e Príncipe retomaram nesta sexta-feira o seu funcionamento normal após oito dias de greve dos professores e educadores.

No fim de uma semana de negociações, Governo e sindicato chegaram finalmente a acordo quanto às reivindicações da classe docente.

As partes assinaram um memorando de entendimento rubricado pelo secretário-geral do Sindicato dos Professores e Educadores de São Tomé e Príncipe (Sinprestep) Gastão Ferreira e o ministro da Presidência do Conselho de Ministros e Assuntos Parlamentares, Afonso Varela.

No que toca ao principal ponto das reivindicações dos professores e educadores, ou seja aumento dos salários de base, oGgoverno manteve até ao fim das negociações, a sua proposta de 12,8 por cento, tal como prevê o Orçamento Geral do Estado para o corrente ano.

Segundo o líder do sindicato dos professores e educadores, Gastão Ferreira houve no entanto melhoria dos diversos subsídios atribuídos à classe docente.

XS
SM
MD
LG