Links de Acesso

Angola: Professores do Ensino Superior ameaçam retomar greve em Março

  • Manuel José

Universidade Agostinho Neto - Luanda, Angola

Universidade Agostinho Neto - Luanda, Angola

As aulas no Ensino Superior começam oficialmente hoje, 24, e entretanto ensombradas com ameaça de greve dos professores universitários a partir da próxima semana.

De acordo com o SINPES, Sindicato dos Professores do Ensino Superior
até hoje a promessa feita pela entidade patronal em Novembro do ano
passado, de resolver os pontos do caderno reivindicativo, ficaram
goradas.


"Se não houver concretização das promessas do ministério, a partir da primeira semana de Março, o sindicato vai realizar uma série de actividades no sentido de retomar a greve interpolada no Ensino Superior."

As reivindicações dos professores mantêm-se: aumento salarial e o regresso dos subsídios cortados aos professores entre outros.

Outra reivindicação do SINPES prende-se com a não conclusão da cidade
universitária.

"O que se chama hoje cidade universitária ainda não é porque apenas foi para lá a Reitoria e a Biblioteca central, todas as faculdades continuam nas antigas instalações, queremos saber como é esse problema está."

Com esses problemas, o SINPES pensa que a qualidade do Ensino
Superior vai continuar assombrada.

"Todo momento que se publica o ranking das 100 melhores universidades de África, nenhuma universidade angolana consta porque Angola não participa nessas competições académicas e científicas do Ensino Superior, Angola deve fazer parte destas competições aderindo às convenções continentais que regulamentam os
sistemas de educação principalmente do Ensino Superior."

O ano lectivo foi formalmente aberto pelo vice-Presidente da República que deixou algumas promessas para melhoria do Ensino Superior no país.
XS
SM
MD
LG