Links de Acesso

Procuradoria angolana deve investigar corrupção, diz economista

  • Manuel José

Declaração de bens por parte de governantes deveria ser institucionalizada.

O ministério público angolano deve assumir as suas responsabilidades e investigar as acusações de corrupção ao mais alto nível do Estado, disse o economista Fernando Gomes.

“Dinheiros são desviados e ouvimos aqui e ali que pessoas bem colocadas na hierarquia do Estado estão envolvidas", reiterou.


Gomes lamentou a ausência de declaração de bens dos indivíduos que se propõem em entrar para o governo.

"Não há controlo, ninguém faz declaração de bens antes de assumir cargos no governo”, aifrmou, acrescentando que esta situação “faz com que nós não saibamos quem é quem e como é que conseguem obter os dinheiros",

O economista disse que noutros países se investiga de onde vêm os recursos de governantes ,mas em Angola “as pessoas não declaram os seus bens, assumem posições no governo e saem de lá ricos”.

Por isso, concluiu o professor, "haver uma guerra desenfreada para os cargos de chefia e de direcção em Angola".

Tentativas para obtermos a reacção do Governo e do MPLA fracassaram.
XS
SM
MD
LG