Links de Acesso

Procurador pede cinco anos de prisão para o candidato presidencial congolês Moise Katumbi


Moise Katumbi

Moise Katumbi

Um procurador pediu a pena de cinco anos de prisão para o influente candidato presidencial congolês Moise Katumbi, acusado de ter vendido uma casa que não lhe pertencia.

A casa em referência está em Lubumbashi e o advogado de Katumbi disse que a casa pertencia ao irmão mais velho do seu cliente.

O candidato Katumbi foi também acusado, mês passado, de contratar mercenários para desestabilizar o Estado.

Katumbi, que está na Europa para tratamento médico, negou todas as acusações e disse que o objectivo dos procuradores é atrasar a sua campanha para a substituição do Presidente Joseph Kabila.

Kabila, que dirige a República Democrática do Congo desde 2001, atingiu o limite de mandatos, mas as autoridades do país são acusadas de tentar atrasar as eleições para permitir a sua continuidade no poder.

XS
SM
MD
LG