Links de Acesso

Procurado pela justiça espanhola vive em Luanda

  • Redacção VOA

Cidadão português teria estado envolvido no desfalque de milhões de dólares em negócios com a polícia angolana

Um cidadão português procurado pela Espanha por alegado envolvimento na fraude na venda de equipamento policial a Angola encontra-se a viver em Luanda, revelou a imprensa espanhola.

O jornal El Mundo noticiou que Guilherme Augusto de Oliveira Taveira Pinto vive em Luanda ao que parece com a protecção das autoridades angolanas.

Taveira Pinto é procurado pelas autoridades espanholas nas investigações à venda de equipamento policial em que Angola teria sido desfalcada em cerca de 100 milhões de Euros.

Segundo notícias anteriores entre os beneficiados do esquema de sobrefacturação ao governo angolano estariam o antigo embaixador angolano em Espanha Armando da Cruz Neto, o comissário chefe da polícia Ambrósio Lemos e várias personalidades espanholas

Após se terem iniciado as investigações várias pessoas foram presas em Espanha e as autoridades portuguesas levaram a cabo uma busca a casa de Taveira Pinto nos arredores de Lisboa mas este tinha-se ausentado para parte incerta.

A Espanha não tem um tratado de extradição com Angola.

O cidadão português teria estado envolvido com uma empresa sediada em Luanda , presidida pelo seu irmão e que no passado serviu de intermediário no negocio da venda de equipamento policial com a empresa espanhola de armamento Defex.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG