Links de Acesso

Princesa espanhola chamada a tribunal


Infanta Cristina

Infanta Cristina

A Infanta Cristina tem sido associada aos negócios do seu marido, Inaki Urdangarin, que está sob investigação por suposta apropriação indébita.

A princesa foi constituída como suspeito formal e deve comparecer ao tribunal no dia 8 de Março, noticiou esta tarde,7, a BBC.

O juiz José Castro, do tribunal de Palma de Maiorca, ordenou a princesa a comparecer para ser interrogada sobre a sua parceria com o sr. Urdangarin numa empresa chamada Aizoon.

No ano passado, as propriedades pertencentes ao seu marido foram apreendidas depois de alegações de que o Duque de Palma havia usado milhões de euros da fundação que dirige para benefício próprio.

O duque negou quaisquer irregularidades na gestão desses fundos e não foi acusado de qualquer crime.

O juiz Castro intimou a princesa, apesar das objecções por parte do promotor anti-corrupção das Ilhas Baleares, Pedro Horrach, que disse que não ter visto nenhuma evidência ligando a princesa às alegadas actividades ilegais do seu marido, relata o jornal espanhol El País.

Quando o juiz Castro tentou, pela primeira vez, intimar a princesa, em Abril passado, a intimação foi bloqueada pelo tribunal provincial em Palma de Maiorca.

Sobre esta intimação, a Casa Real espanhola disse ter o máximo respeito pelas decisões judiciais.
XS
SM
MD
LG