Links de Acesso

São Tomé: Gabriel Costa vai ao parlamento esclarecer o caso dos navios-petroleiros

  • Redacção VOA

Gabriel Costa, primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe

Gabriel Costa, primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe

Primeiro-ministro responde a convocação do partido ADI na oposição e diz que vai na devida altura dar a conhecer os pormenores do caso.

O governo Santomense vai amanhã ao parlamento responder as questões dos deputados da oposição, sobre as recentes revelações em torno na detenção de dois navios-petroleiros ao serviço da multinacional sueca Stena Oil.

A solicitação foi endereçada pelo partido de Acção Democrática Independente (ADI) depois de revelações na imprensa internacional de contornos poucos claros de como as autoridades santomenses lidaram com o caso da e detenção, confiscação e libertação dos navios-petroleiros Marida Melissa e Duzgit Integrity.

Trata-se de um caso que está a colocar as autoridades santomenses debaixo dos holofotes internacionais, com as recentes denúncias da parte da Stena Oil que acusa o Estado Santomense de pirataria, e também de uma queixa apresentada ontem no Tribunal Aribtral do Direito do Mar de Hamburgo - Alemanha, pelo governo de Malta.

O primeiro-ministro Gabriel Costa reagiu hoje a situação, mas prometeu mais detalhes para o momento devido.


A multinacional sueca Stena Oil, os governos turco e maltês assim como os proprietários dos navios têm em curso várias iniciativas internacionais contra o Estado Santomense que recusou em libertar uma das embarcações - Duzgit Integrity- antes de confiscar o crude no valor de 5,5 milhões de Euros que transportava.

O governo sanotmense por sua vez acusou os proprietários do navio de terem recusado a pedir desculpas e rejeitado as propostas que lhes tinham sido apresentadas durante as negociações.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG