Links de Acesso

Primeiros concorrentes a PR na Guiné-Bissau apresentam candidaturas

  • Alvaro Ludgero Andrade

Edifício da Assembleia Nacional da Guiné-Bissau

Edifício da Assembleia Nacional da Guiné-Bissau

Não existe uma data limite para a entrega das candidaturas por haver propostas dos partidos para alteração do prazo do recenseamento.

Na Guiné-Bissau, dois candidatos presidenciais entregaram hoje no Supremo Tribunal de Justiça os seus processos com vista às eleições de 16 de Março.


Iaia Djaló, antigo ministro dos Negócios Estrangeiros e líder do Partido da Nova Democracia (PND), e Domingos Quadé, actual bastonário da Ordem dos Advogados da Guiné-Bissau, são os primeiros formalizarem as suas candidaturas.

O primeiro a depositar a candidatura Iaia Djaló disse aos jornalistas que a lei do país prevê que a entrega dos documentos deve acontecer 60 dias antes das eleições.

O líder do PND disse que vai ganhar pelo facto de os seus adversários directos nas eleições passadas não serem candidatos.

Nas eleições presidenciais de 2009, Iaia Djaló ficou em quarto lugar, depois de Malam Bacai Sanhá, Kumba Ialá e Henrique Rosa.

O outro candidato que também entregou hoje os documentos no Supremo Tribunal de Justiça foi Domingos Quadé, na pessoa do seu mandatário nacional, Cletch Na Isna.

Domingos Quadé é candidato independente e o seu mandatário adiantou que se ganhar as eleições vai promover a reafirmação da autoridade do Estado, a justiça e a reconciliação nacional.

O actual bastonário da Ordem dos Advogados da Guiné-Bissau deve apresentar publicamente o seu projeto político na vila de Cassaca, no sul do país, numa data ainda a marcar.

Refira-se, no entanto, que não existe uma data limite para a entrega das candidaturas por haver propostas pelos partidos para alteração do prazo do recenseamento.
XS
SM
MD
LG