Links de Acesso

Preso contradiz autoridades sobre mortes na Cadeia de Viana

  • Coque Mukuta

Portão principal da prisão de Viana

Portão principal da prisão de Viana

Uma fonte afirmou que quando os familiares vão à procura dos seus parentes as explicações são de que foram transferidos para cadeias fora de Luanda.

O segundo comandante da Polícia Nacional, comissário-chefe Paulo de Almeida, disse ontem em conferência e imprensa serem falsas as alegações quanto à existência de mortos nas duas rixas entre presos registadas nas últimas semanas em Luanda e Cabinda.


Entretanto, na cadeia de Viana um preso disse à Voz da América que houve seis mortos e não quatro como tínhamos noticiado, e que as explicações que as autoridades dão as famílias dos malogrados quando questionados é que foram transferidos para cadeias fora de Luanda.

Um recluso que preferiu o anonimato para não sofrer represálias disse hoje á voz da América que além dos seis mortos registados no período das rixas na cadeia de Viana, houve mais dois nos últimos dias como consequência do incidente.

“Pura falsidade”, disse o recluso em relação ás afirmações de Paulo de Almeida.

O jovem disse ainda que “ provaria isso por A mais B, infelizmente eu só tenho os alcunhos, mas morreram seis pessoas e ainda há pouco tempo morreram mais dois”.

O prisioneiro afirmou ainda que quando os familiares vão à procura dos seus parentes as explicações são de que foram transferidos para cadeias fora de Luanda.
XS
SM
MD
LG