Links de Acesso

Preços disparam no Kwanza Sul no Natal

  • Fernando Caetano

Sumbe, Kwanza Sul

Sumbe, Kwanza Sul

O aumento dos preços dos produtos na província angolana do Kwanza Sul leva os consumidores a considerarem que este será o Natal mais caro de sempre.

Meses atrás, a cesta básica estava na ordem dos 8.000, 12.000 e até 30.000 kwanzas, mas hoje pode chegar a mil um milhão de kwansas.

O Instituto de Defesa do Consumidor (INADEC) tem feito pouco ou quase nada faz controlar os preços nos estabelecimentos comerciais.

Por isso, a sociedade civil e igrejas apelam à solidariedade como padrão para se passar a quadra sem constrangimentos.

“Agora, o que é necessário, esse ser solidário, instruir o homem para amanhã saber por si só caminhar”, recomendou dona Ivalina.

Francisco Chiquito diz que o Natal é o dia para mostrarmos compaixão pelos mais próximos, mas Domingos Francisco acusa as entidades pelo sofrimento da população e diz que o anúncio da baixa de preços foi apenas um teatro.

“É o contrário,afinal de contas há dois meses atrás comprávamos a fubá a 100, 150 kwanzas, hoje está a 200 ou mais,o feijão que subiu de 400 para 1000, 1200 kwanzas, então, que preços é que desceram?”

Por seu lado, a polícia nacional avisa que tal situação pode descambar em detenções de cidadãos ávidos do lucro fácil.

“Vamos incentivar a fiscalização nos centros comerciais para que não haja especulação de produtos pois queremos que os comerciantes sejam honestos na venda dos produtos, aquilo que é a medida possível naquilo que é a própria Lei”, avisou o director provincial dos Serviços de Investigação Criminal Superintendente-chefe Oliveira de Almeida:

XS
SM
MD
LG