Links de Acesso

Preços disparam em Luanda com quadra festiva à porta

  • Manuel José

Os preços dos bens essenciais voltam a disparar em Luanda e os consumidores queixam-se da dificuldade em adquirir estes bens pensando já na quadra festiva.

Em Agosto último houve uma redução nos preços de alguns bens da cesta básica contudo agora em Novembro os consumidores começam a observar aumentos nos preços de alguns produtos como o arroz, açúcar, feijão, farinha de trigo, óleo alimentar, sabão, entre outros.

A VOA foi ver a quantas andam os preços nos armazéns e mercados paralelos e segundo os consumidores ouvidos pela Voz da América, os preços estão novamente ''amargos''.

''Neste momento o saco de farinha de trigo está a oito mil Kwanzas, o saco de arroz 25 quilos está a 6.700 Kwanzas'', disse um consumidor.

Uma outra consumidora afirmou: “agora as coisas estão a subir e não sei se é por causa do mês de Dezembro ou quê, não sei''.

''Os preços estão muito altos'', disse.

O economista Faustino Mumbica disse que os preços em Angola funcionam sempre ao sabor da oscilação do dólar no mercado paralelo.

Quando a moeda americana está baixa os preços descem mas quando o dólar sobe tudo o resto também sobe.

O dólar tem estado a subir nos mercados cambiais.

O especialista receia que esta situação se venha a manter por muito tempo.

''Hoje estamos nesta situação em que uma nota de cem dólares no mercado informal está cotada em 47 mil kwanzas, quem aufere um salário por exemplo de cem mil Kwanzas que correspondia a mil dólares, hoje este mesmo salário nem chega sequer a 400 dólares”, disse.

“O perigo é saber quanto tempo mais esta situação vai se manter assim'', acrescentou.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG