Links de Acesso

Portugal vai deixar de deportar criminosos cabo-verdianos

  • Redacção VOA

António Costa, primeiro-ministro português

António Costa, primeiro-ministro português

Anúncio foi feito depois do encontro entre os primeiros-ministros de Portugal e de Cabo Verde.

O Governo português decidiu que os cabo-verdianos condenados por crimes em Portugal vão deixar de ser expulsos do país.

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro português nesta sexta-feira, 17, após um encontro com o seu homólogo cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva.

António Costa, citado pela TVI, de Portugal, afirmou considerar que se “os crimes são cometidos em Portugal, as penas também devem ser cumpridas em Portugal”.

“Vamos pôr termo a uma prática recentemente introduzida de aplicação de penas de expulsão para cidadãos cabo-verdianos residentes em Portugal", disse Costa, lembrando a "relação de fraternidade" existente entre os dois países.

Costa manifestou-se contra esse tipo de decisões judiciais ,considerando-as “desumanas e que não contribuem para a reinserção social” do cidadão que cometeu o crime.

"Não podemos transferir problemas gerados por uma comunidade para um país irmão. Iremos resolver essa situação tão breve quanto possível", concluiu o primeiro-ministro português citado pela mesma fonte.

Ulisses Correia e Silva iniciou na quita-feira, 16, uma visita a Portugal, a primeira que realiza ao exterior desde que tomou posse em Abril.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG