Links de Acesso

Polícia recupera parte dos boletins de voto roubados em Moçambique

  • VOA Português

Observatório Eleitoral promete contagem paralela de votos.

A Polícia da República de Moçambique (PRM) recuperou hoje, no distrito de Gondola, província central de Manica, uma parte dos boletins de voto que haviam sido roubados e que deveriam ser usados nas eleições das Assembleias Provinciais no distrito de Pebane, província da Zambézia.

O referido material foi encontrado abandonado no povoado de Bengo, distrito de Gondola, cerca de 20 quilómetros da cidade de Chimoio, capital de Manica, no terreno de uma quinta privada, pertencente a um cidadão moçambicano.

Este material é parte integrante de um conjunto de 26 caixas roubadas no interior de um contentor na noite de 30 de Setembro.

Sobre o paradeiro dos dois agentes da Polícia, que tinham a missão de zelar pela segurança do contentor e do motorista do camião que transportava a carga, o porta-voz do Comando Provincial da PRM em Manica Belmiro Mutadiua disse que os mesmos continuam detidos e que o processo está a seguir os trâmites normais para casos desta natureza.

Por outro lado, o Observatório Eleitoral, um grupo de observadores moçambicanos, garante que vai publicar os resultados da sua contagem paralela de votos nas eleições gerais

O presidente do Observatório, Dinis Matsolo, disse à AIM, que, a cada momento, a contagem paralela seria divulgada, mas o relatório final vai ser feito chegar às mãos das instituições competentes.

Para estas eleições a organização vai proceder a uma contagem paralela dos votos de uma amostra aleatória das mesas de voto do país, cujo resultado pode ser projectado a todo o universo das mesas de voto do país com uma margem de erro de dois por cento.

XS
SM
MD
LG