Links de Acesso

Polícia Nacional à "caça" da seita A Luz do Mundo

  • Teodoro Albano

Comandante Geral da Polícia Nacional de Angola Ambrósio de Lemos

Comandante Geral da Polícia Nacional de Angola Ambrósio de Lemos

Ambrósio de Lemos pretende encontrar-se com membros da seita refugiados no Lubango.

O comandante-geral da Polícia Nacional garantiu no Lubango hoje, 22, um combate sem tréguas à seita religiosa A Luz do Mundo.O comissário-geral Ambrósio de Lemos disse que a grande prioridade da corporação é desmantelar a seita e libertar as populações por ela detidas.

Ambrósio de Lemos reafirmou no Lubango, a detenção de sete a oito dirigentes da seita, inclusive o líder, José Julino Kalupeteca.

“Nós não vamos dar tréguas a estes elementos. Os cabeças em todos os locais, onde estiverem os cabeças vão ser apanhados para serem entregues à justiça e a população liberta”, garantiu Lemos, que não confirma as informações que apontam para a morte de 700 pessoas da seita A Luz do Mundo pelas mãos da polícia.

“Não, não confirmo não há qualquer realidade sobre isto”, reiterou categoricamente.

Durante a sua visita de dois dias ao Lubango, para além de orientar um encontro dos membros do Conselho Consultivo do Ministério do Interior local, Ambrósio Lemos tem prevista uma reunião com comunidades da seita A Luz do Mundo concentradas num lar de acolhimento na cidade.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG